Mostrando postagens com o rótulo politicaMostrar tudo

Líder do DEM chama governo Bolsonaro de 'canalha' e diz: 'Não mexo com laranja'

Foto: Reprodução / Youtube

O líder do DEM na Câmara, o deputado federal baiano Elmar Nascimento, subiu o tom contra o governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL), durante sessão na noite desta quarta-feira (22), em que votou a reforma administrativa.

Em discurso na tribuna, o democrata afirmou que o governo Bolsonaro tem levado "os parlamentares ao engano" e disse que tem "procedimento moleque e canalha". Elmar Nascimento também afirmou que "não mexe com laranjas", ao se referir ao fato de o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, ser alvo de um inquérito por suposto patrocínio de candidaturas laranjas durante as eleições do ano passado.

"O procedimento que está vendo nesta Casa por parte do governo é um procedimento canalha. É um procedimento que não tem lealdade. Esse não é o procedimento de gente do bem. É procedimento de moleque", declarou. "Aqui não se trata de corrupção. Tenho 26 anos de vida pública e não aponto o dedo para ninguém. Mas não tenho processo. Não tenho um inquérito. Não tem investigação de Justiça Federal. Puxa a ficha de vocês (ao apontar para deputados). Puxa a folha corrida de vocês. Eu não mexo com laranja. Não tenho plantação de laranja. Não me escondo de Justiça", acrescentou.

Elmar, que votou a favor de o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) voltar para o Ministério da Economia, disse que muitos deputados votaram contra por "medo". "Medo porque tem ficha corrida. Está com medo de investigação", pontuou.

O democrata negou que seu partido tenha postura contra o governo Bolsonaro. Afirmou que em 62 votações na Câmara, a sigla acompanhou a orientação governista em 61. "Agora, pauta para perseguição às pessoas que pensam diferente, pauta para perseguição a homossexual, pauta de uso de armas não terão o nosso apoio. Esse Casa precisa de equilíbrio", argumentou. 

Publicidade


Ipiaú: Sessão da Câmara Municipal é suspensa pela quarta vez seguida


A Câmara de Ipiaú chega a quarta semana seguida sem sessão por falta de quórum. A última sessão ordinária ocorreu no dia 11 de abril. Na noite dessa quinta-feira, 16, apenas os vereadores San de Paulista, Emerson Fit, Peri, Lucas do Social, Edson Marques e Simone Coutinho compareceram no plenário. Diferente das situações anteriores, desta vez os sete vereadores da situação (Cláudio, Robson, Andreia, Naciel, Jô da AABB, Carlinhos e Orlando) estavam no prédio da Câmara, mas não foram até o salão. Eles teriam tentado convencer o presidente da Câmara a colocar na pauta do dia a votação do projeto do Desenbahia. Não houve consenso entre as partes, e novamente, a sessão ordinária foi suspensa. O comentário que circulou no salão do legislativo municipal é que a ordem judicial que determinava a realização da sessão para a votação do referido projeto do Desenbahia teria sido derrubada em estância superior, confirmado posteriormente pelo presidente San de Paulista. Os vereadores da base afirmam que o presidente do legislativo municipal tem atropelado o regimento interno da Câmara ao tentar colocar em primeira votação as contas do ex-prefeito Deraldino Araújo. Já os vereadores da oposição pedem mais detalhes no projeto do Desenbahia, a exemplo de nomes das localidades a serem pavimentadas com o empréstimo.

Do Giro Ipiaú

Brasil: STJ decide por unanimidade libertar ex-presidente Temer


A Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça julgou por unanimidade, a procedência do pedido liminar do Habeas Corpus, do ex-presidente Michel Temer e do coronel reformado da PM João Baptista Lima Filho, o coronel Lima, nesta terça-feira (14). Antônio Saldanha, ministro relator da ação, votou a favor da liberdade de Temer e o coronel Lima. Foi acompanhado pelos ministros Laurita Vaz, Rogério Schietti e Nefi Cordeiro, presidente da turma. Ficaram impostas as medidas cautelares de: proibir que eles mantenham contato com outros investigados que não sejam da família; mudar de endereço; entregar o passaporte, além de manter os bens bloqueados até o limite de sua responsabilidade.

Ipiaú: Impasse entre grupos de vereadores continua e sessão ordinária é suspensa pela 3ª vez

Foto: Giro Ipiaú

O impasse entre os dois grupos de vereadores da Câmara (situação e oposição) continua e mais uma sessão ordinária não foi realizada por falta de quórum, pela terceira vez consecutiva. Na noite dessa quinta-feira, 09, os sete vereadores da base do governo não compareceram na Câmara. No período da manhã, os edís Cláudio, Naciel, Carlinhos, Robson, Jô, Andreia e Orlando estiveram em frente à Câmara para participar de uma sessão extraordinária convocada pela prefeita para votação do Projeto de Lei nº 0082019, que autoriza o Poder Executivo a contratar e garantir operação de crédito no valor de até R$ 4 milhões junto ao Desenbahia, no entanto, a mesa diretora não atendeu a convocação.
Os vereadores da base afirmam que o presidente do legislativo municipal tem atropelado o regimento interno da Câmara ao tentar colocar em primeira votação as contas do ex-prefeito Deraldino Araújo. Já os vereadores da oposição pedem mais detalhes no projeto do Desenbahia, a exemplo de nomes das localidades a serem pavimentadas com o empréstimo. Na tarde dessa quinta-feira, 09, a Juíza de Direito, Mariana Ferreira Spina, determinou por meio de uma liminar o prazo de até dez dias para a mesa diretora realizar a sessão extraordinária para votação do referido projeto. O presidente da Câmara ainda pode recorrer da decisão. (Giro Ipiaú)